quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

espermograma e a nossa pedra no sapato

Gente, vou falar um pouco sobre o problema do Marido, que é mais comum do que se imagina!

Quando fizemos o espermograma (antes mesmo de começar as tentativas), nos deparamos com um problema na morfologia dos peixinhos dele, chamada de morfologia Kruger!

No marido deu 2%, e após muitas pesquisas vi que abaixo de 5% é considerado sim um problema de infertilidade chamado teratospermia - onde os espermatozóides podem apresentar problemas na cabeça, na cauda ou até mesmo na peça intermediária, MAS...

Sabe aquela palavra MAS que vem com aquele fundo de esperança? Então, foi exatamente isso...

FATO #1 – Morfologia de Kruger é variável! Em um mês pode dar 3%, no outro pode dar 5%, e assim por diante! Tudo depende da fase emocional, da alimentação,...

FATO #2 – Os peixinhos são fabricados em média 3 meses antes de serem ´liberados´... no caso do marido, que começou as vitaminas na descoberta do problema, poderia sim ter uma alteração positiva nos 3 meses posteriores ao tratamento. O médico disse que o stress influencia muito na qualidade dos peixinhos também;

FATO #3 – Muitas vezes quem tem problema de Kruger, possui varicocele (o que não é o caso do Marido);

FATO #4 – NÃO, não é impossível engravidar naturalmente com esse problema! Mas pode sim demorar mais que um casal normal sem problemas de fertilidade! Só precisamos do encontro entre meu ovinho e o peixinho perfeito do Marido!

Essa é apenas uma das várias pedras no sapato que possam existir em um espermograma. Como não tenho noção a fundo dos problemas em geral, só vou citar aqui o que encontrei pela internet (fertilidadedohomem.com.br):

Azoospermia – ausência de espermas na ejaculação;
Oligospermia – diminuição do número de espermatozoides na ejaculação;
Astenospermia – motilidade dos espermatozoides reduzida (é o problema mais recorrente);
Necrospermia – diminuição dos espermatozoides vivos;
Teratospermia – alteração do formato dos espermatozoides. (probleminha do marido)



Já ouvi falar de muitos positivos que passaram por cima desses problemas todos! Quem tem algum bom relato pra gente ficar feliz? =D 




3 comentários:

  1. Eu cheguei a engravidar naturalmente e o kruger do meu marido é 1%

    mom
    aguardandodestino.blogpost.com

    ResponderExcluir
  2. Então né...o meu marido tem oligospermia, mas nós ainda não conseguimos passar no medico para saber se tem tratamento...qual o que pode estar causando e tudo mais.
    O negócio é acreditar em Deus...rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Um dia vou contar meu relato aqui!!!

    Azzos contra nós: Venceremos de 2x0
    kk

    bjoss!!!

    ResponderExcluir