quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

na corda bamba de sombrinha

Bom dia (quase noite) gente linda e maravilhosa,

Hoje tô empolgada, e sabem porque neeeeam?! 1- Teve o super (e maravilhoso) positivo da nossa amiga Barriga Positiva; 2- conseguimos chegar nas 38 semanas; 3- não mais repouso por essas bandas. NÃO-MAIS-REPOUSO.

Estamos em clima de carnaval e eu aqui, livrinha... Vai ter praia, vai ter cinema, vai ter bloquinho com direito a fantasia causadora.
clima de carnaval
Beyoncé me proporcionou essa oportunidade deusa de me fantasiar dela mesma. Veja bem, quando o universo te dá uma chance dessas e te coloca grávida junto com Beyoncé, que decide ter um surto de cafonice, não dá pra recusar. Marido vai se fantasiar de arbusto florido que faz parte da decoração da foto. Maravilhoso. Bejo Bey, valeu pela dica.
fantasia causadora
Marido quer me levar naquele bloquinho infantil, que só vai criança até 2 anos lá do play... Visualizem a cena, só que não. Claaaaro que vou num bloquinho tranquilo, daqueles bem pertinho de casa, que a gente pode subir pra fazer xixi... pq xixi, né minha gente, xixi é xixi!

Se sair alguma outra notícia de grávida parindo em bloco, altas chances de ser eu...
Hoje teve consulta. Está tudo lindo. Pedi pra G.O. maravilha fazer o tão esperado toque... Ela não fez não, desiludiu meu coração, arrancou minhas esperanças de ter algum controle sobre a situação. Como a gente já sabe, a esperança dança na corda bamba de sombrinha, e a minha desequilibrou feio.


Parto normal é isso: espera, falta de controle, entrega.  Se joga e vê onde isso vai dar. Olha só, essa criança nem nasceu e já está me controlando, vê se pode?!

Essa semana terminei o que estava faltando (galera do snap viu): quartinho, malas de maternidade, lembrancinhas ‘eu que fiz’ (vai ter post sobre isso tudo). Agora tô mais tranquila, vou assuntar com vocês o carnaval inteiro...


Então é isso gente, nada posso informar pq nada sei! Qualquer hora é hora, qualquer dia é dia... Que ela venha quando quiser, meus braços estarão sempre abertos e meu coração sempre cheio de luz.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

eu vi a mulher preparando outra pessoa...

... O tempo parou pra eu olhar para aquela barriga


E vitória! Chegamos hoje nas 36 semanas =)

Durante a semana 35 tivemos consulta e ultra.

Biscoitinha tá grande grande... 49 cm e 2960 kg de pura bochecha! Agora o crescimento fetal é um pouco mais lento, o tamanho no nascimento depende de quanto tempo a mais ela ficar no forninho. Placenta continua grau 1, líquido amniótico normal. Preparem para o aumento do fofurometro...


Na consulta, GO maravilha me examinou pra colher o exame de Estrepto B (que deu negativo). Perguntei pra ela na hora se teria como ver se eu estava com dilatação. A resposta foi boa: nadica dilatada ebaaa! Porém meu colo já está curto/ raso/ apagado... E provavelmente por isso que perdi o tampão (G.O. disse que ainda tem mais tampão pra sair). Bebéia está apoiada com a cabecinha no colo do útero, mas não está totalmente encaixada. Estou de repouso até completar 37 semanas. Estamos naquela contagem: cada dia com bebê na barriga é uma vitória! Peguei essa foto aqui da internet pra explicar melhor o que eu estou falando.
Biscoitinha continua espoletando bastante por aqui... Gravei um videozinho pra vocês, visualizem o nível de agitação desse pequeno ser:

  video

Mês passado, com 32 semanas, fizemos o ensaio de gestante aqui no Rio de Janeiro. Procuramos um fotógrafo que fizesse também Newborn (ela vem em casa caso o cliente deseje). Amamos o resultado (quem for daqui e quiser eu indico por email, ela é ótima).  Como a coisa aqui é anônima, não dá pra postar, mas troquei a foto do perfil do blog para uma do ensaio em que só aparece minha silhueta no nascer do sol. Madrugamos mas compensou =)

Volto semana que vem com notícias... Caso senhorita biscoito decida dar o ar da graça antes, venho nem que seja pra dizer: trabalho de parto!

bêjo

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

escolhendo o carrinho de bebê

Saga, dilema... Nem sei que nome dar, algum deve servir! Então sentaê que lá vem textão...


Escolher carrinho de bebe não é para fracos. Descobri a existência de um tal Vale das opções. Gente sério, é um vale, tem muita coisa nova, moderna, linda, diferente e claro, cara. Tem carrinho que só falta arrumar a casa pra você, é praticamente um desfile de moda, mas vamos por partes...

Antes de começar minha vasta pesquisa por esse vale, tinha certeza que o carrinho seria o tal do Quinny Moodd lindo e maravilhoso que eu vejo todo mundo divando no shopping. Todo mundo que está ryco né, pq eu não tô não. É lindo e todo trabalhado no glamour, mas é caro, bem caro (algo em torno de 4 mil reais aqui e 700 dólares lá fora pela Amazon). Desistimos porque:
1-      Estava acima do nosso orçamento;
2-      Comprando lá fora ultrapassaria muito a cota de $500 por pessoa e pagaríamos caro em taxas (ou multa);
3-      O Moisés (que eu fazia questão) era uma outra base para acoplar no carrinho.  

Voltamos à estaca zero. Mergulhei no vale das opções. Nunca imaginei que seria tão difícil escolher um carrinho de bebê.

A primeira coisa a se pensar pra quem vai viajar é:

Comprar o carrinho nos Estados Unidos ou aqui no Brasil?
O carrinho é mais barato lá fora? Sem sombra de dúvidas, mas, as vantagens de comprar aqui no Brasil não são tão menores assim quanto se imagina: primeiro que a gente tem a opção de parcelar, coisa que não acontece comprando lá fora; segundo que não temos problema com bagagem e terceiro e principal deles é que um carrinho chama sim atenção na alfândega, e as chances de sermos parados são maiores. Declarando o carrinho o valor não difere tanto do preço aqui no Brasil, pagando multa então, piorou!

Decidimos escolher o tipo e modelo de carrinho pra depois pensar nas alternativas. Pesquisamos bastante, vimos vídeos e resenhas pra decidir qual que combinaria mais com nosso estilo de vida.
A questão principal é: o que você gostaria de priorizar? Conforto ou praticidade? Ouvi isso de uma mamãe e foi pra mim um ponto importante.

Carrinhos super confortáveis pro bebê costumam ser mais desconfortáveis pros papais pois são maiores e mais difíceis de locomover, ao contrario de carrinhos mais práticos, que além de mais compactos, aguentam trancos e barrancos.

Optamos pelo conforto do bebê, já que a mala do nosso carro é grande (outro ponto importante a ser analisado) e sempre faríamos passeios nas casas dos avós onde dormir não seria mais um problema. Fora que não somos um casal tão ativo assim, a gente faz um passeiozinho no calçadão nos finais de semana, mas não passa muito disso.

Ok, já estávamos em um caminho: um carrinho dinâmico, que se transformasse em Moisés e que, de preferência, fosse tudo na mesma base pra evitar ficar levando muita coisa no carro.

Aqui no Brasil vimos umas marcas que atendiam bem o que buscávamos:
Safety 1st Mobi, Infanti Epic Lite, Kiddo (Compass, Eclipse…) e Chicco Urban. Conhecemos e mexemos em todos esses. Dos quatro, apenas o Chicco Urban encontramos vendendo pela Amazon lá fora. Era também o maior e mais caro deles aqui, mas o preço comparando com os Estados Unidos era discrepante (mais de 3 mil reais aqui e 399 dolares lá, praticamente a metade do preço).
Lá fora tinham outras marcas (lindas) que atendiam bem, mas não vendiam aqui no Brasil, como o Evenflo Pivot >>>

Nossa, eu estava apaixonada por ele, mas estaríamos comprando no escuro, sem testar, tocar, ver... Queria um carrinho que eu já conhecesse, tivesse tido algum contato e que vendesse por aqui, caso precisássemos de alguma assistência técnica.



E foi assim que batemos o martelo. Vai ser o... 

Chicco Urban



 




Depois de praticamente postar um book do carrinho aqui, vamos ao que interessa: ele é grande (mais do que imaginávamos), o design é moderno e parece ser beeeem confortável.  Fácil de manejar e de trocar as posições. A parte legal dele também é que possui ´color pack´, que é um kit vendido separadamente onde podemos trocar as cores internas do carrinho. O carrinho veio na cor cinza e compramos por fora a cor Magia, tipo um magenta meio roxo (quem aqui já brincou de pintar no nosso antigo amigo Paint na cor magenta?).



Só abrimos a caixa e montamos o carrinho aqui no brasil e foi super simples.

Compramos pela Amazon, entregaram direitinho e dentro do prazo. Foi a melhor escolha, já que nas lojas pagaríamos também as taxas e os preços costumam ser mais caros. O bebê conforto nós deixamos pra comprar aqui, já que era uma bagagem a mais e o preço fazendo a conversão era quase o mesmo.

Estamos super satisfeitos com a nossa escolha. Depois de usar bastante volto aqui pra fazer uma resenha do dia a dia com ele.

Ah, volto ainda essa semana pra contar da ultra, da consulta e do ensaio de gestante =)

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

cadê o tampão?

Era para esse próximo post ser tooodo sobre o enxoval, mas, como o universo é muito trollador, tive que adiar esse assunto pra trazer novidades cabulosas. 
Pra minha surpresa, nessa segunda feira, em uma ida despretensiosa ao banheiro (coisa que mais tenho feito na vida, haja xixi), saiu algo gosmento e grosso, super estranho. Oh God, o que será?

Tirei uma foto (que está logo ali embaixo - desculpem a nojeira), comparei com várias outras que vi no amigo Google. Era sim o que eu tanto temia: perdi meu tampão mucoso.

Mandei mensagem para a G.O., que pediu a foto e afirmou ser sim o tampão. Tensão no ar. Perda de tampão com 34 semanas, não pode ser um bom sinal.

Afinal, o que é tampão mucoso?
Tampão mucoso, ou Rolha de Schroeder, nada mais é do que um muco bem espesso (tipo um catarro grosso, geleca) que fecha e protege a entrada do colo do útero de infecções. Pode ser amarelado (meu caso) ou ter vestígios de sangue, podendo até chegar a coloração marrom.

O tampão costuma sair quando o corpo começa a se preparar para o trabalho de parto. Podem demorar semanas até que o TP comece ou apenas algumas horas. Tem vezes que ele sai de pouquinho em pouquinho e a gestante acaba nem percebendo.

Neurose se instaurou. G.O. pediu repouso, repouso meeeesmo. Visualizem a cena: eu, que sou ligada no 220v, tendo que ficar quietinha em casa? Isso não é de Deus.

Contamos para algumas poucas pessoas sobre meu fatídico estado. Claaaaro que ninguém levou fé sobre o fato da bebéia permanecer em meu útero até o carnaval. Quanto mais as pessoas falam isso, mais me dá vontade de conseguir manter essa gravidez até março. Sabe quando você sente que vai dar tudo certo e não liga para o que os outros falam? Sou eu agora.
Fui atrás de fóruns, tanto brasileiros quanto do mundo afora. Tampão mucoso recebe o nome de Mucus Plug em inglês. Li por lá que o tampão em alguns casos pode vir a se regenerar, principalmente se anteceder bastante a DPP. Olha só que notícia boa?!

Amanhã tenho consulta com a enfermeira obstetra que vai acompanhar meu parto (inclusive no dia do nascimento ela vem em casa acompanhar as contrações e dizer o momento certinho de ir para o hospital). Semana que vem tenho a última ultra e outra consulta com a G.O. maravilha. Vou conversar direitinho sobre o tema com ela e volto pra manter vocês informadas. Antes disso vai ter post de enxoval, vou começar falando sobre a escolha do carrinho, ou melhor, o dilema do carrinho.

beeejo